Homepage
homepage » Países » Guiné Bissau » Bissau & Litoral  
Guiné Bissau
 

Bissau & Litoral
- João Landim
- Varela

Bafatá & Interior
- Cussilinta
- Saltinho
- Bambadinca

   A Viagem

Informação útil
- transporte e clima

 
 Bissau & Litoral

Bissau é a capital da Guiné com o mesmo nome. Tem 125 mil habitantes e situa-se na margem norte do Rio Geba, na sua parte final antes de encontrar o Atlântico. Nos arredores de Bissau fica o aeroporto internacional Amilcar Cabral e também nesta cidade está o porto onde circula todo o comércio externo do país. Foi essencialmente desde o século XVII um importante centro de comércio de escravos, até à abolição da escravatura.
A Avenida Amílcar Cabral é a principal artéria da cidade e corre desde a Praça dos Heróis Nacionais até ao seu extremo norte no porto e o antigo bairro português que é caracterizado por encantadoras ruas sinuosas com casas de estilo colonial. No porto, o Monumento de Pidjiguiti é uma homenagem aos cerca de 50 trabalhadores portuários que foram mortos pela polícia em 3 de Agosto de 1959. A leste deste local fica a Fortaleza d'Amura que está fechada ao público. O pai da independência, Amílcar Cabral, está sepultado aqui. O Palácio Presidencial fica no outro extremo da avenida Amílcar Cabral e é um bonito edifício colonial, no entanto, não é permitido tirar fotografias. Para descobrir a arte regional e artesanato, o Museu Nacional é pequeno mas interessante. O Centro Artístico Juvenil, com trabalhos de jovens artistas, é um bom lugar para comprar artesanato e observar os artistas in loco. O Mercado Central tem bancadas de fruta coloridas e artesanato maioritariamente de países vizinhos como o Senegal ou o Mali. O Mercado de Bandim tem menos artesanato e é o mais utilizados pelos nativos para as suas compras alimentícias e produtos frescos.
A 25 kms a noroeste fica a vila de Quinhamel onde as ostras abundam nos seus restaurantes.
Do porto de Bissau partem ferries para Bolama e Bubaque, as principais ilhas do Arquipélago dos Bijagós. Para as outras ilhas (são cerca de 18 ilhas) deste arquipélago, reserva da biosfera, o transporte é escasso. São raros os turistas que se aventuram para essas ilhas remotas e os próprios nativos nunca de lá saiem. Há praias inexploradas e de rara beleza, nas ilhas de Maio, Caravela e Orango.

Rio Mansoa é um rio muito largo que foi durante muito tempo um obstáculo para chegar de Bissau ao norte do país. O seu leito tem muito lodo que chega às margens. Até há pouco tempo, só se podia transpor esta barreira natural através da muito concorrida "jangada" (ferry-boat) de João Landim, a 30 kms de Bissau. Agora é possível cruzar o rio por uma nova ponte chamada Amílcar Cabral, com 750 metros e 4 faixas de rodagem.

Rio Cacheu é o outro rio largo que dificulta o acesso ao norte do país. Ao contrário do Rio Mansoa que já tem uma ponte, este rio ainda só é transponível através da "jangada" de São Vicente. Existe um Parque Natural do Cacheu que protege a biodiversidade da região.

Varela fica a 50 kms a oeste de São Domingos, na costa da Guiné-Bissau e muito perto da fronteira com o Senegal, a norte do Rio Cacheu. A estrada de São Domingos para Varela é de terra e passa por 3 pequenas pontes de madeira. Tem a única praia de areia do país a norte de Bissau. Varela tem apenas um empreendimento turístico junto à praia e outro que foi abandonado em plena construção. Também existe uma pensão chamada "Chez Helène".
A Praia de Varela é excelente, talvez a melhor praia do continente guineense, e tem que ser partilhada com vacas que deambulam pela areia. Há um forte do século XVI onde Sir Francis Drake perdeu uma batalha com os portugueses.


Bissau - Mercado de Bandim Ampliar
João Landim - espera da jangada Ampliar
Rio Mansoa Ampliar
João Landim - venda ambulante Ampliar
Rio Cacheu ++ Ampliar
Praia de Varela Ampliar
Perto de Varela Ampliar
Primeira ponte de Varela - obras Ampliar
Primeira ponte de Varela - travessia Ampliar
 
Livro de visitas Comentários Subscrever Newsletter FredNet Mapa do site Fred